Versículo do dia
E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir.

Pelo menos 100 pastores morreram devido a Covid-19, na Bolívia

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Duas organizações evangélicas na Bolívia, informaram que, pelo menos, 100 pastores morreram no país por causa do coronavírus. A maioria teria sido infectada ao servir nas ruas, centros de saúde e prisões.

“Temos um relatório sobre cerca de 40 pastores na região leste e cerca de 60 na região oeste que morreram [devido a Covid-19]”, disse o pastor Luis Aruquipa Carlo, presidente do Conselho Nacional Cristão da Bolívia.

Outros líderes de igrejas evangélicas estão em hospitais. “Nesse momento, temos líderes lutando pela vida contra o coronavírus em nossas congregações”, acrescentou.

Belfort Guthrie, vice-presidente da Associação de Igrejas Cristãs da cidade de Santa Cruz, disse que entre 6 de abril e 7 de julho, a organização soube de 38 mortes por coronavírus entre os pastores apenas naquela região.

A maioria dessas infecções aconteceu “ao ajudar pessoas que não podiam fazer compras, coletar alimentos e ajudando a fornecer ‘panelas comuns’”, disse Guthrie.

Ele observou que as infecções ocorreram mesmo que os pastores tenham seguido os procedimentos de segurança. “Infelizmente, os pastores falecidos tinham doenças pré-existentes como chagas, diabetes e outras”, explicou.

Os edifícios de várias igrejas evangélicas foram oferecidos às autoridades para serem convertidos em centros de saúde, explicou o Presidente do Conselho Cristão Nacional da Bolívia. “Estamos abrindo nossos locais de culto porque os centros de saúde entraram em colapso”, esclarece.

Os evangélicos estão buscando colaborar ativamente com o governador de La Paz, conselhos municipais e associações de moradores para encontrar soluções. “E vamos continuar pregando nas comunidades, nas ruas. Nós vamos continuar visitando os doentes, aqueles que estão privados de liberdade, e vamos fazer isso seguindo as medidas de segurança”.

Oração pela Bolívia

Em 12 de julho, o governo da Bolívia registrou oficialmente 1.807 mortes e 48.187 infecções pela Covid-19 — embora os números reais possam ser maiores. Na semana passada, a presidente Jeanine Áñez confirmou que também havia sido infectada pelo vírus.

“Muitos profissionais de saúde estão testando positivo e alguns morreram”, disse Vicente, um médico cristão em La Paz, ao site Evangelical Focus.

“As regiões quentes da Bolívia são as que mais sofrem, e as regiões distantes e pobres também estão sofrendo. A quarentena permite que metade da população saia todos os dias e, em algumas regiões, retornamos a quarentenas rígidas”, o médico conta.

Para Vicente, a fé e o trabalho como médico estão intimamente ligados. “Continuamos orando por nossos colegas de trabalho e levando a Palavra de Deus aos nossos pacientes”.

Ele pede orações “para que as infecções não cresçam exponencialmente, para que possamos conter o número de doentes, para que diminua o número de profissionais de saúde infectados e que sua evolução não seja letal”.

Vicente acrescenta: “Ore especialmente para que possamos nos aproximar do Senhor, para que possamos conhecê-lo mais e para estarmos prontos para ir à Sua presença, se Ele nos chamar”.

Fonte: Guia-me com informações de Evangelical Focus – (Foto: MedFund Bolivia)

OUTRAS NOTÍCIAS