Políticos evangélicos veem PT titubear e traçam plano para reeleger Bolsonaro no 1° turno

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Políticos evangélicos têm notado as incertezas na campanha de Lula (PT) e decidiram traçar uma estratégia que visa mobilizar os fiéis para reeleger o presidente Jair Bolsonaro (PL) no primeiro turno.

Na campanha de Lula, há um segmento dedicado a trabalhar com as redes sociais, mas todo esse esforço tem sido frustrado com a baixa adesão de eleitores. Do outro lado, grupos descentralizados de apoiadores de Bolsonaro se mobilizam para declarar voto no presidente.

Um núcleo da campanha do petista, chamado “Lulaverso”, foi criado há dois meses com o foco de divulgar, através de WhatsApp e Telegram, as manifestações do ex-presidente. O resultado, porém, tem sido considerado “inexpressivo”.

“O canal detém oito grupos de WhatsApp com inexpressivos 1.006 membros, no total. Já o perfil do Telegram conta com 2.595 inscritos. A título de comparação, o canal oficial de Jair Bolsonaro no Telegram tem 1,3 milhão de membros”, noticiou a jornalista Naira Trindade no jornal O Globo.

O próprio Lula demonstrou frustração com esse fracasso durante uma reunião com senadores do MDB em Brasília, há duas semanas, para tratar de alianças partidárias nas próximas eleições.

Enquanto isso, os políticos evangélicos que possuem mandato no Congresso Nacional esboçam um plano para levar Bolsonaro a vencer as eleições de outubro ainda no primeiro turno.

Gospel +

 

OUTRAS NOTÍCIAS