Pólo de Cultura Digital certifica 300 alunos

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

21122014094050Os 10 Pólos de Cultura Digital mantidos pela Prefeitura de Feira de Santana, através da Fundação Municipal de Tecnologia e Cultura Egberto Tavares Costa em parceria com o Instituto Paramitas, certificaram cerca de 300 alunos dos cursos de Educação para o Trabalho e Inclusão Digital. A solenidade, realizada neste sábado, 20, no salão de eventos do Hotel Acalanto, abre as portas do mundo globalizado da informática e também gera oportunidades para a inserção no mercado de trabalho.
A presidente do Instituto Paramitas, Cláudia Stipp, veio a Feira de Santana participar da solenidade e ressaltou a importância da parceria com o Governo Municipal visando a promoção da inclusão digital. “Agradecemos a parceria com a Fundação, que acreditou no nosso trabalho, e este projeto nasceu de um grande esforço do seu presidente Antônio Carlos Coelho, que num ato desafiador, melhorou e ampliou o programa”, ressaltou.

Cláudia Stipp revela que com a nova turma, os cursos já formaram 1.700 alunos, de um total de mais de 3 mil que passaram pelos Pólos de Cultura Digital. “O Paramitas se tornou o primeiro centro de certificação da Microsoft na Bahia”, informou. Representando Antônio Carlos Coelho, Aline Miranda parabenizou os alunos por cumprirem mais uma jornada na vida e por estarem buscando conhecimento.

Já o coordenador do Instituto Paramitas, Newton Rodrigues, explica a importância dos cursos oferecidos através dos Pólos de Cultura Digital. “Oferecemos cursos de “Primeiros cliques”, “Atendimento ao cliente”, “Postura profissional”, “Games educacionais”, “Galáxia internet” e também de “Educação financeira”.

Presidente da Associação Comunitária São Brás, do bairro Mangabeira, Hamilton Santos ressaltou a importância do trabalho desenvolvido através dos pólos, dos quais um deles está instalado em espaço da entidade. “Atendendo a pedidos da comunidade, o prefeito José Ronaldo instalou um polo para atender aos moradores de nosso bairro, com os trabalhos cada vez mais se ampliando para atender jovens com garra e determinação em desenvolver um trabalho”.

A diretora do Centro de Referência da Mulher Maria Quitéria, Maria Luiza Coelho, local onde também funciona um pólo exclusivamente para atender às mulheres inseridas no programa da instituição, avaliar a importância da iniciativa. “Atendemos mulheres que estão vivendo dificuldades e que jamais imaginariam que um dia estivessem participando de cursos de informática que possibilitassem o ingresso no mercado de trabalho”, frisou.

Enquanto isso, a gerente geral do Instituto Paramitas, Tatiana Carneiro, revelou sua paixão pelo Instituto e deu seu testemunho de que, a exemplo dela, que hoje atua com destaque na instituição, os alunos também podem conquistar seus espaços profissionalmente através desta iniciativa. “A tecnologia é o futuro de vocês”.

Durante a solenidade também esteve compondo a mesa de honra para certificação dos alunos a facilitadora Jaqueline Teixeira, representando os demais facilitadores dos cursos dos pólos de cultura digital.

OUTRAS NOTÍCIAS