Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 17/09/2018

“Por menos de 2 milímetros ele estaria morto”, diz pastor Valandro Jr após visita a Bolsonaro

A esposa de Jair Bolsonaro (PSL), Michelle de Paula, recepcionou o pastor Josué Valandro Jr. – que dirigia a igreja que ela frequenta no Rio de Janeiro, Batista Atitude – no Hospital Israelita Albert Einstein, onde o candidato se recupera do atentado sofrido em Juiz de Fora (MG).

 

Valandro Jr. conversou com Bolsonaro e sua família, e relatou que a impressão que se tem após ouvir os relatos dos médicos é que o deputado federal sobreviveu graças a um milagre. “Ele foi esfaqueado com destreza e com habilidade por uma pessoa que sabia como atingir a área certa. Por menos de 2 milímetros ele estaria morto, por mais alguns minutos sem atendimento ele também estaria morto. Ele é um milagre”, afirmou.

 

Em agosto, Valandro Jr. fez uma oração por Bolsonaro durante uma visita do candidato a um culto na Igreja Batista Atitude. Na ocasião, declarou que o deputado enfrentava uma grande mobilização: “O peso das suas costas eu não tenho como carregar […] Vamos orar por sua vida, para que Deus te dê força em sua caminhada”.

 

Recuperação
Segundo Valandro Jr., o candidato vem se recuperando bem apesar da gravidade dos ferimentos: “Se não fosse pela vitalidade da vida pregressa dele praticando esportes e sem vícios seria muito mais complicado o seu restabelecimento. No entanto, ele está bem debilitado ainda, muito emotivo. Porque quando você lembra de tudo o que está passando, quando é impedido de ir e vir porque alguém atentou contra sua vida, realmente isso provoca emoções muito fortes”, contou o pastor, em entrevista ao portal Pleno News.

 

“Existe um lado humano em Bolsonaro que poucos conhecem. Parece que para muitos existe ali uma máquina de repetir frases fortes. Mas ali tem um ser humano, que se revolta sim, contra a banalização da vida, contra a erotização de crianças, contra um objetivo de legalização das drogas. Quando ele sabe, como militar que é, como as drogas têm feito mal para a sociedade por onde ela passa e onde é legalizada. É um homem revoltado contra a corrupção”, acrescentou o pastor.

 

Apesar do incidente, Josué Valandro Jr. afirmou que Bolsonaro estava ciente dos riscos de se lançar candidato a presidente: “Esse homem é revoltado de ver pessoas mandando na nação e pessoas que não têm o menor caráter. É um homem que está dando a cara a tapa e deu seu corpo ao ataque. Ele sabia que corria riscos, ele não tinha dúvida. Só que é impossível blindar alguém que está em campanha política o tempo inteiro”.

 

Assim como muitos, Valandro Jr. fez perguntas sobre a relação de Adélio Bispo de Oliveira, o agressor, com partidos políticos, e sobre o custeio do time de advogados em sua defesa: “Um moço sem dinheiro, que entrou na Câmara dos Deputados. Não se sabe no gabinete de quem ele foi, mas há fotos dele com autoridades do PT. No final das contas aparecem quatro advogados caríssimos que estão lá, mas não querem dizer quem está pagando esta conta. É um absurdo a gente imaginar que há gente por trás disso para matar o Bolsonaro e, por isso, estão pagando os melhores advogados para blindar este rapaz”, criticou.
Gospel +