Prefeitura vai inaugurar Centro de Reabilitação Pós-Covid dia 3

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Foto: Thiago Paixão

A população pode ter acesso ao serviço por agendamento

Feira de Santana vai contar com um Centro de Reabilitação Pós-Covid, para tratar pessoas com sequelas causadas pela doença. A unidade vai funcionar no Centro Social Urbano (CSU) e tem previsão de inauguração no próximo dia 3.

Dentre as principais sequelas estão as limitações respiratórias, causadas por fibrose pulmonar, problemas cardiovasculares, fraqueza muscular, problemas de memória, insuficiência renal, além de alterações psíquicas.

O município será um dos primeiros da Bahia a ter uma unidade de reabilitação de relevância, segundo avalia o secretário municipal de Saúde, Marcelo Britto.

“Esse serviço é uma novidade no Brasil, são sequelas até novas para a medicina. A unidade está toda equipada para receber estes pacientes. Com certeza é mais uma conquista”, pontuou.

A população pode ter acesso ao serviço por meio do processo de triagem e agendamento, conforme os dados cadastrais dos pacientes que receberam atendimento nas unidades de saúde. Aqueles que foram internados, no momento da alta hospitalar, serão contatados pela equipe multidisciplinar, que vai avaliar se o paciente possui algum tipo de sequela que necessite de reabilitação.

“O contato será feito em parceria com a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), através de uma central de teleatendimento, onde será realizado o agendamento dos pacientes. Aqueles que foram internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) de forma grave terão o agendamento assim que receberem alta e, caso apresentem sequelas, serão acompanhados no Centro Pós-Covid”, explica Marcelo Britto.

O agendamento também poderá ser feito nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Unidades de Saúde da Família (USFs) – via Central Municipal de Regulação.

A unidade de reabilitação é um investimento de mais de R$2 mi, resultado de emenda parlamentar do deputado Zé Neto.

Secom

OUTRAS NOTÍCIAS