Príncipe William diz que a Igreja é refúgio essencial na pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

O príncipe William afirmou na manhã deste sábado (22) que a Igreja tem cumprido o papel de “refúgio essencial” durante o período da pandemia do novo coronavírus. A fala ocorreu durante Assembleia Geral da Igreja da Escócia, onde o duque de Cambridge representou a Rainha Elizabeth como Lorde Alto Comissário.

– Sei que, para muitas pessoas na Escócia e além, a Igreja tem sido um refúgio essencial [desde] o ano passado, [um ano] incrivelmente desafiador de pandemia.

O príncipe ainda relembrou como uma Igreja da Escócia o ajudou a superar a morte da sua mãe, a princesa Diana, também conhecida como lady Di. Na época do acidente de carro que a vitimou, William tinha 15 anos de idade.

– Eu estava em Balmoral quando me disseram que minha mãe havia morrido. Ainda em estado de choque, encontrei refúgio no culto em Crathie Kirk naquela mesma manhã e, nos dias sombrios de tristeza que se seguiram, encontrei conforto e consolo no exterior escocês.

O duque ressaltou sua ligação com a Escócia, já que conheceu sua esposa, Kate Middleton, no país, e finalizou citando uma passagem bíblica:

– Foi sugerido que eu tome Provérbios 19:20 como meu guia: “Ouça os conselhos e aceite as instruções, para que possa adquirir sabedoria no futuro”. E, claro, o próprio Jesus disse isso de forma mais sucinta: “Quem tem ouvidos, ouça” – disse o neto da rainha Elizabeth.

Fonte – Pleno News- Imagem wikipedia.

OUTRAS NOTÍCIAS