Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 29/03/2019

Priscilla Alcantara discute com Feliciano no Twitter sobre viagem missionária com Bruna Marquezine

A viagem missionária para Angola organizada pelo projeto Aldeia Nissi com participação de Priscilla Alcantara e Bruna Marquezine rendeu uma discussão da cantora com o pastor Marco Feliciano (PODE-SP) no Twitter.

 

Feliciano repercutiu a notícia de que a atriz da TV Globo havia ido ao país africano numa viagem missionária, e perguntou aos seguidores de sua conta na rede social qual a opinião a respeito do assunto. O tweet não trazia nenhum teor crítico, apenas o questionamento aberto.

 

Priscilla Alcantara se incomodou e respondeu em tom de lacração, defendendo Bruna Marquezine de eventuais críticas: “A minha opinião é que a gente tem que se preocupar com as questões sociais da gente enquanto sociedade e não abrir enquete sobre a vida pessoal de Bruna Marquezine que, aliás, está cumprindo o ‘Ide’ melhor que muita gente, pastor”, escreveu a cantora.

 

Bruna Marquezine é figura recorrente nas manchetes de portais de celebridades por sua profissão, assim como por participações em cultos em igrejas do Rio de Janeiro, mas também por frequentar festas como o Carnaval, por exemplo.

 

O pastor, no entanto, não deixou a resposta de Priscilla Alcantara sem tréplica: “Eu poderia ser deselegante como você e responder: ‘Esta conta é minha, portanto, faço dela o que eu achar melhor’. Ou poderia como pastor lhe dizer assim: ‘Respeite aos mais velhos que pavimentaram o caminho que hoje você segue’. Mas por respeito não irei dizer nada”, publicou.

 

Em seguida, Feliciano mudou de ideia e acrescentou observações à situação, deixando claro a precipitação da jovem cantora gospel: “Sinceramente? Não entendi sua má criação. Que mal tem em perguntar aos irmãos e aos fans (sic) o que eles pensam de uma viagem missionária? Isso pode despertá-los a fazer missões. Quando você nem era nascida eu já pregava em Angola enfrentando o terrorista Jonas Savimbi. Ministrei para milhares de meninos e meninas mutiladas numa época em que missionários eram expulsos de Angola. Postei a enquete pra mostrar que ainda há jovens crentes que amam missões. Mas sua atitude aqui não condiz com sua ação lá em Angola”.

 

“[…] Sigo orando pela Bruna, por você e pelo seu ministério”, encerrou o pastor, ao compartilhar um vídeo sobre as missões em Angola.

 

Priscilla optou por deletar as postagens e, em seu perfil no Twitter, fez uma publicação sem mencionar Feliciano: “Acho que a gente tem que se ajudar a ser melhor. Abrir os olhos uns dos outros para aquilo que verdadeiramente importa. Não dá para perder tempo na vida. Vida sem Amor perde o valor. Então ‘bora’ aprender a amar enquanto é tempo, porque o tempo voa”.

 

Gospel +