Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/09/2018

Processo de jornalista do SBT contra Valdemiro Santiago pede indenização de R$ 48 milhões

O líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, Valdemiro Santiago, vem sendo processado há seis anos pelo jornalista Everton Luiz di Souza, que cobra na Justiça a indenização de R$ 48 milhões pelos direitos autorais de uma música e sua participação em um DVD biográfico. Até agora, a Justiça tem sido favorável ao jornalista em pareceres sobre aspectos técnicos.

 

O processo de Everton di Souza – que atualmente é funcionário do SBT, onde trabalha para um programa de celebridades sob o codinome Fofoquito – foi movido após o não recebimento de direitos autorais pela composição de uma música e pela direção e produção de um documentário biográfico sobre a vida de Valdemiro Santiago, lançado em DVD.

 

De acordo com informações do portal Uol, Fofoquito já obteve pareceres favoráveis da Justiça com relação às perícias que o reconheceram como autor da música Deus, Vem Me Ajudar (CD “Deus Cuidará”, de 2011) e como diretor e produtor do DVD biográfico.

 

Enquanto aguarda a sentença da primeira instância, que será proferida em breve pelo juiz Daniel Serpentino, o jornalista se mantém em silêncio, para não criar contratempos com a Justiça. Seu advogado, no entanto, aceitou comentar a atual situação da disputa: “O juiz entende que os R$ 48 milhões estão corretos, porque o valor é embasado na legislação vigente”, disse José Pereira Leal Junior ao Notícias da TV.

 

O juiz recusou um pedido da defesa de Valdemiro Santiago para impugnar o valor de indenização solicitado por Everton di Souza. Agora, a decisão sobre o caso poderá ser emitida a qualquer instante, já que todas as provas documentais necessárias para o andamento do processo, além das perícias, já foram entregues à Justiça.

 

O processo foi movido porque, segundo pessoas próximas do jornalista, Everton di Souza estava se sentindo enganado com a postura de Valdemiro Santiago, que lançou a música e o DVD quando ele já não era mais funcionário da denominação e não pediu sua autorização para usar a canção no CD da igreja, e nem deu créditos sobre seu trabalho no documentário.

 

“Pode ser que o juiz chegue na hora e decida que o Valdemiro tenha que pagar os R$ 48 milhões com juros e correção, mas pode ser também que ele baixe o valor da multa. Não dá para cantar vitória antes da hora, mas estamos confiantes”, disse o advogado.

 

 

Gospel +