Versículo do dia
Porquanto te ordeno, hoje, que ames o Senhor, teu Deus, que andes nos seus caminhos e que guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos, para que vivas e te multipliques, e o Senhor, teu Deus, te abençoe na terra, a qual passas a possuir.

Procon apreende brinquedos que podem fazer chorar

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

21Um brinquedo significa alegria para as crianças. Porém, muitos desses produtos podem ser perigosos para os pequenos. Visando combater as vendas de brinquedos que não atendem as normas legais, a Superintendência Municipal de Defesa do Consumidor de Feira de Santana (Procon), vai às ruas para fiscalizar as lojas do ramo.

 

Na primeira visita, uma apreensão de mais de 60 produtos. Falta do selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), falta de informação da faixa etária a tradução das instruções para a língua portuguesa foram os motivos da retirada dos brinquedos do mercado.

 

Segundo o chefe de fiscalizações do Procon, Itaracy Pedra Branca, é importante também os pais ficarem atentos. “Tudo isso deve ser verificado pelos pais. Verificar se a idade do filho é compatível com a faixa etária do brinquedo, para evitar problemas e até uma tragédia”, observou.

 

Mais de 20 lojas já foram fiscalizadas neste período que precede o Dia da Criança. O diretor observa que os lojistas estão cada vez mais se adequando às normas da legislação brasileira.

 

“Sempre trabalho com produtos que têm o selo para não ter problemas. As pessoas que comercializam brinquedos inadequados acabam prejudicando todo o comércio”, afirma o comerciante Nabil Youssef, que não teve nenhum produto apreendido em sua loja.

 

Itaracy orienta os consumidores: “quem se achar lesado por alguma loja que comercializa esses produtos, deve voltar e pedir a troca imediata. Caso a loja se recuse, deve procurar o Procon”.

OUTRAS NOTÍCIAS