Versículo do dia
Mas a nossa cidade está nos céus, donde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo.

Record adia estreia de Escrava Mãe e vai reprisar Rei Davi após o fim de Os Dez Mandamentos

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

rei-daviA TV Record resolveu adiar a estreia de sua nova novela, Escrava Mãe, para seguir apostando nos conteúdos bíblicos de sua dramaturgia. Após o fim de Os Dez Mandamentos, a emissora irá reprisar a minissérie Rei Davi, na faixa das 20h30.

 

 

Essa decisão indica que a Record vai fazer o que puder para segurar a audiência conquistada com Os Dez Mandamentos. Os executivos da emissora entenderam que veicular Escrava Mãe, que aborda outros assuntos, logo após o fim de sua novela de maior sucesso nos últimos anos seria arriscado.

 

A informação sobre o adiamento da novela foi revelada pelo jornalista Maurício Stycer, especializado em TV, em sua coluna no portal Uol.

 

 

“Em vez de estrear A Escrava Mãe no lugar da atual produção bíblica, a emissora resolveu colocar no horário reprises das séries produzidas nos últimos anos, até a estreia da inédita A Terra Prometida, em março de 2016. A primeira série a reestrear será Rei Davi, exibida originalmente em 2012. Outras virão na sequência, sempre neste horário das 20h30. A história do rei hebreu que superou Golias volta a ser exibida no próximo dia 16 de novembro. Nesta primeira semana, a série fará dobradinha com Os Dez Mandamentos, que termina no dia 20”, publicou Stycer.

 

 

O adiamento de Escrava Mãe foi decidido na última sexta-feira, 23 de outubro, e agora a equipe ligada à novela deverá aguardar o surgimento de uma segunda faixa de horário para dramaturgia na Record, que deverá ser encaixada antes das 20h30: “É uma aposta interessante. A estreia da nova novela se dará antes de A Terra Prometida”.

 

 

Para Stycer, “dificilmente” Escrava Mãe conseguiria manter “os números de audiência da história bíblica”. O jornalista afirmou também que a direção da Record chegou à conclusão que “do ponto de vista comercial, estrear uma nova produção no fim do ano, próximo das férias”, seria arriscado.

 

 

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS