Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 29/05/2019

Record ataca TV portuguesa após arquivamento da denúncia de rede ilegal de adoção da IURD

Gilvan Marques
Do UOL, em São Paulo

 

A TV Record dedicou mais de 14 minutos do programa “Domingo Espetacular” para atacar a TVI, uma das maiores emissoras de televisão de Portugal, acusando-a de praticar “jornalismo sensacionalista” e propagar “fake news”.

 

Em dezembro de 2017, a TVI exibiu uma série de 10 reportagens denominada “Segredo dos Deuses” na qual acusa membros da Igreja Universal do Reino de Deus de criar uma suposta rede ilegal de adoção de crianças.

 

Na época, a emissora lançou ainda a campanha #NãoAdotoEsteSilêncio, exibida na TV e na internet.

 

“E agora, o fim de uma farsa em Portugal”, iniciou a narração de Paulo Henrique Amorim, no “Domingo Espetacular”, ontem. “O Ministério Público arquivou o processo contra a Igreja Universal. A investigação realizada por promotores desmentiu uma série exibida pela TVI”, prosseguiu.

 

Após mais de um ano e cinco meses de investigação, o Ministério Público de Portugal decidiu então pelo arquivamento do processo contra a IURD.

 

A Record sugere que os ataques são uma consequência da “grave crise financeira” pelo qual a TVI passa.

 

O Grupo Prisa, dono da marca TVI, estaria à procura de um comprador há dois anos e oferecido inclusive à própria Record, conforme noticiaram alguns sites e jornais em março.
Fonte: UOL