Reis derruba audiência da Record e tem pior estreia das novelas bíblicas

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Anunciada pela Record como a maior produção da história de seu departamento de teledramaturgia, Reis não conseguiu conquistar a atenção do público da Grande São Paulo em seu primeiro dia de exibição. Apesar de vice-líder de audiência em sua faixa horária, das 21h às 21h52, a nova aposta da emissora teve a pior estreia dentre todas as novelas bíblicas que já foram produzidas pela empresa desde o início de exploração do nicho, em 2015. Quando levamos em consideração também os índices de seriados religiosos, a estreia desta terça só conseguiu superar os 7,7 da segunda temporada de Milagres de Jesus, na noite de 2 de fevereiro de 2015.

De acordo com os índices obtidos em primeira mão pela reportagem do TV Pop com fontes do mercado, a história assinada por Raphaela Castro e dirigida pelo argentino Juan Pablo Pires teve média de 9,0 pontos na principal metrópole do país e conseguiu uma vitória tangencial diante do SBT, que pontuou 8,4 com o segundo capítulo de Poliana Moça. Por sinal, os números do debut da trama infanto-juvenil do SBT foram ligeiramente superiores aos da história religiosa: a novela da emissora de Silvio Santos marcou média de 9,1 pontos na segunda-feira (21).

A Globo, com o Jornal Nacional e a última terça-feira de Um Lugar ao Sol, ficou bem distante das concorrentes e marcou média de 21,5 pontos no confronto com a trama bíblica. O programa do Faustão, transmitido pela Band, não entrou na disputa pelo pódio e anotou 4,2 pontos, sendo seguido pela Cultura (1,1) e pela TV Brasil (0,7). Diferentemente de Poliana Moça, responsável por turbinar o horário nobre do SBT, Reis teve o efeito contrário no desempenho da Record e afugentou o público da emissora, incrementando os índices das rivais e prejudicando o próprio canal.

Nas quatro terças anteriores, com a exibição de A Bíblia (remanejada para a faixa das 22h em seus últimos capítulos), a Record havia tido média de 10,4 pontos na Grande São Paulo. O número, que sequer conseguiu ser atingido por Reis em seu momento de melhor audiência (o pico da nova trama foi de 9,9 pontos, em seu primeiro minuto) representa que a emissora perdeu 13% de seu público com a estreia de sua principal aposta para o primeiro semestre. Consequentemente, a novidade também ficou longe dos números registrados pelo canal no auge da dramaturgia bíblica.

Levando em consideração os dados consolidados de audiência, a trama bíblica mais assistida em sua estreia foi a segunda temporada de Os Dez Mandamentos, que cravou média de 19 pontos em 4 de abril de 2016, seguida de perto por A Terra Prometida (18) e Gênesis (16). Mais distante, surgem O Rico e Lázaro (15), Apocalipse (13), Jesus (13), José do Egito (13), A História de Ester (12), Sansão e Dalila (12), Rei Davi (12) e Os Dez Mandamentos – 1ª Temporada (12). O ranking é encerrado com A Bíblia (11), Jezabel (11), Milagres de Jesus – 1ª Temporada (10) e Lia (10). Por fim, surgem as audiências da estreia de Reis e da segunda temporada de Milagres de Jesus, citada na abertura desta reportagem.

Fonte Tv Pop

OUTRAS NOTÍCIAS