Versículo do dia
Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, o tal varão é perfeito e poderoso para também refrear todo o corpo.

Rodolfo Abrantes e Digão, líder dos Raimundos, fazem as pazes após 19 anos

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Digão, atual líder dos Raimundos, e Rodolfo Abrantes, ex-vocalista da formação original do grupo durante seu auge nos anos 1990, fizeram as pazes após 19 anos de separação da banda.

O anúncio da reconciliação da amizade entre eles aconteceu após o atual líder e guitarrista da banda fazer uma homenagem para Bessanger Abrantes, primo de Rodolfo, que morreu, vítima de uma parada cardíaca após um transplante de fígado, na última sexta-feira (12).

No mesmo dia, estava programada uma live dos Raimundos. Durante a apresentação online, Digão parou o show e comentou a morte do primo do ex-colega de banda.

“Hoje foi um dia muito triste pra nós da família Raimundos. Queria fazer uma homenagem a esse cara que foi tão importante pra gente. Desejar à família Abrantes toda luz e amor de todos os fãs pra esse momento difícil”, afirmou o vocalista, emocionado.

Após Digão “desejar à família Abrantes toda a luz, todo o amor de todos nós que estamos aqui”, ele chamou Rodolfo que apareceu agradecendo aos fãs pelas mensagens que recebeu em homenagem ao primo e disse que tinha uma notícia para dar.

“A gente ganhou muito tempo durante esse tempo de pandemia. Aproveitem esse tempo em família, aproveitem para restaurar laços que estavam perdidos há muito tempo” disse o ex-vocalista da banda.

E, em seguida, anuncia a reaproximação com Digão.

“Eu não sei o Digão já falou, mas vou dar um furo aqui. Já tem uns dois ou três dias que a gente se reconciliou, que a gente está conversando bastante. E meu irmão, Digão, eu estou muito feliz de poder ter essas conversas que a gente teve. Você tem o meu amor, tem o meu abraço. Estou muito feliz de poder ver essa nossa história reescrita, com respeito”, conta Rodolfo.

“Estou muito feliz de poder ver essa nossa história sendo reescrita com respeito e com benção. Então, meu querido, seja feliz, manda fogo e eu oro pra que vocês se divirtam aí. Se lembrem: Jesus te ama. Valeu!”, disse Rodolfo Abrantes.

Digão respondeu que o momento era de felicidade e que estava feliz por poder reescrever uma nova parte da história dos dois.

“Rodolfo, obrigado meu irmão. Eu estou muito feliz. Depois de 20 anos a gente voltou a ser aqueles mesmos irmãos. Muito obrigado, um beijo no seu coração”, concluiu Digão.

Rodolfo Abrantes, ex-Raimundos

Rodolfo se tornou conhecido em todo o país com a banda Raimundos. A mistura de hardcore punk e forró (forrocore) e as letras escrachadas deram fama ao grupo. A banda vendeu em torno de 3 milhões e meio de cópias.

No auge de sua carreira, o roqueiro sentiu o vazio em que vivia e se converteu. “Estava sozinho, morando em São Paulo, com uma vida louca, trezentas namoradas por aí, drogas a valer, balada todos os dias, fãs de montão, disco de platina, dinheiro na conta, agenda lotada de shows, mas completamente infeliz”, relata o cantor.

Em 2001, Rodolfo anunciou que deixaria a banda Raimundos, ao se converter ao Cristianismo que o deixou incompatível com o estilo de vida que ele vivia. Após sua saída dos Raimundos, começou um novo grupo chamado Rodox, no qual gravou dois discos, Estreito de 2002 e Rodox. A banda teve seu fim anunciado em 2004. Desde 2006 vem em carreira solo.

Fonte: O Globo

OUTRAS NOTÍCIAS