Saiba quais são os exercícios físicos mais indicados para gestantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

2758985823-atividade-fisica-gravidaVeja, abaixo, uma série de atividades de baixo impacto indicadas por Marília Barboni Luz na gestação:

 

Hidroginástica: ótima atividade para diminuir as dores de origem musculoesquelética, pois ajuda a fortalecer músculos fracos e encurtados, levando à adoção de uma postura corporal mais adequada. Contribui para o aumento do gasto energético, importante no controle do peso corporal, evitando uma maior sobrecarga articular em virtude de um peso excessivo.

 

Pilates: bom para evitar as dores nas costas, pois melhora a postura, ajuda a aliviar dores e inchaços nas pernas e as fortalecem para que aguentem mais o peso e liberem a sobrecarga na coluna. Trabalha os braços, importantes para cuidar do bebê, que vai ficar cada vez mais pesado. Evita a incontinência urinária por meio do trabalho do períneo. Auxilia a contração abdominal (o que facilita o trabalho de parto mais tarde). Estabiliza as articulações contra possíveis lesões. Trabalha a respiração, que auxilia no relaxamento do corpo entre uma contração e outra.

 

Caminhada: a caminhada fortalece os músculos das pernas e do abdômen. Favorece o bom posicionamento da coluna. Ajuda a sustentar melhor o peso do bebê. Aumenta a disposição. A recuperação no pós-parto costuma ser muito mais rápida para mulheres que praticaram caminhada ou outros exercícios durante a gravidez. O movimento do quadril ao andar é uma forma natural de encaixar o bebê, posicionando-o para o nascimento por parto normal.

 

Musculação: ajuda a desenvolver uma placenta maior, auxiliando o bebê a crescer ao máximo durante toda a gravidez e ter menor risco de contrair deficiências. Diminui as chances de a mãe ganhar peso em excesso. Prepara o corpo para o estresse que pode acontecer durante o parto. Reduz as chances de a grávida desenvolver varizes. Exercícios com pesos aumentam a resistência dos capilares e dos vasos sanguíneos, de modo que proteja a mãe durante e após a gestação.

 

Durante as primeiras semanas de gestação, ocorrem diversas mudanças hormonais e fisiológicas no corpo da mulher. Um exemplo disso é o aumento de até 500% do nível de progesterona durante a gravidez, que atua de forma direta no desenvolvimento do feto. Por outro lado, o aumento desse hormônio causa sensação de cansaço e sono na grávida.

 

Por isso, a prática regular de atividades físicas é importante. Os exercícios promovem mais disposição para a realização das tarefas diárias e, além disso, auxiliam na manutenção do peso, na melhoria do condicionamento cardiovascular e respiratório, no fortalecimento da musculatura e na preparação do corpo da mulher para o parto.

 

Segundo a fisioterapeuta da L&L Espaço Vida ao Corpo, Marília Barboni Luz, a mulher precisa, primeiramente, ter a liberação de seu médico para garantir que não há nenhum risco para ela nem para o bebê.

 

“Assim que souber que está apta para a prática de atividades físicas, a futura mamãe deve optar por exercícios de baixo impacto e que não aumentem muito seu batimento cardíaco, como pilates, natação, hidroginástica, caminhada, alongamento ou algum outro exercício que ela já praticava antes de engravidar”, diz a especialista.

 

Foto: Shutterstock FONTE: GUIAME

OUTRAS NOTÍCIAS