Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 04/02/2019

“Se cale para não atrapalhar”, dispara Malafaia contra Mourão

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) está sob intensas críticas entre os conservadores brasileiros após sua declaração a respeito do aborto, afirmando que a decisão sobre uma interrupção de gravidez pertence à mulher e que o tema é uma questão de saúde pública.

 

O pastor Silas Malafaia disse que Mourão está fazendo o jogo da imprensa, que está “ávida” para o governo dar errado, e que o papel do vice era ficar de prontidão para substituir o presidente quando fosse necessário, e não dar “pitaco” para causar polêmicas.

 

“Grande parte do povo brasileiro votou em Bolsonaro por causa da agenda que ele defende. Bolsonaro é a favor da família tradicional, é contra ideologia de gênero e contra o aborto. General Mourão, por que lá trás, antes da indicação de você como vice, por que você não abriu a sua boca dizendo que apoiava o aborto porque ‘é uma questão de saúde pública’?”, questionou o pastor.

 

“É covardia, cinismo, oportunismo da sua parte abrir a boca agora, nesse momento que o governo se inicia. E o seu papel constitucional é substituir o presidente nos seus impedimentos. Não é ficar dando pitaco naquilo, pelo qual, o povo elegeu Bolsonaro”, acrescentou Malafaia.

 

Sobre aborto ser questão de saúde pública, o pastor disse que essa alegação “é uma falácia desses esquerdopatas que lutaram contra vocês, apoiados por parte da mídia”, que em geral propaga valores progressistas.

“E o senhor fazendo um jogo para desestabilizar o governo? E diga-se de passagem: eu não vi na história política do nosso país… mal um governo começa e a imprensa dá voz ao vice para criar cisão e choque. Mourão, excelência, deixa eu dizer uma coisa para o senhor: Jesus falou que reino subdividido não subsiste. Se o senhor não quer colaborar, pelo menos se cale para não atrapalhar. Vai prestar um grande serviço à nação”, disparou.

 
Gospel +