Secretário de Comunicação tenta explicar crítica contra instituição e leva invertida em programa de rádio: “Falta de comunicação sim, não mudo minha opinião”, diz radialista

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Borges, pelo visto, ignorou as reclamações desde o início do mês e só depois de 18 dias postou uma nota sobre o pagamento.

O secretário de Comunicação, Edson Felloni Borges, não gostou das críticas contra a secretaria de Comunicação da Prefeitura de Feira de Santana, e ligou para um programa de rádio na manhã desta terça-feira (21), e levou uma invertida ao tentar justificar a falta de comunicação da instituição.

A crítica ácida do apresentador Denivaldo Costa, no programa Subaé Notícias, na rádio Subaé, atraiu o experiente profissional a uma armadilha no ar, quando acabou recebendo uma invertida do profissional. O ex-repórter da TV Subaé informou que não sabia que a Prefeitura tinha feito pagamento, desde o dia 3 deste mês, para as empresas que prestam serviços à Secretaria de Saúde do Município.

Ao mesmo tempo, a equipe comandada pelo experiente profissional postou uma nota às 7h30 da manhã, informando que a Prefeitura não deve a ninguém, porém não informou isso de forma antecipada já que desde o início do mês a situação vem reverberando as reclamações atrravés de colaboradores da saúde nas emissoras de rádio.

Borges, pelo visto, ignorou as reclamações desde o início do mês e só depois de 18 dias,postou uma nota no site da Prefeitura, informando o pagamento.

“Caro secretário, não mudo minhas palavras, falta sim a comunicação na Secretaria de Comunicação. Se essa nota fosse feita antes e se averiguasse as questões entre seus pares, não haveria manifestação contra o governo municipal”, retrucou o radialista.

Borges enfatizou que não tinha essas informações e que só soube na noite passada. O comunicador ressaltou que se houve falha na comunicação, não cabe a ele julgar a instituição de saúde.

Denivaldo ironizou a resposta de Borges, que disse que conhece os trâmites da comunicação e que na realidade é chamada de vacina ou prevenção (termo jornalístico), já que a instituição municipal já havia realizado o pagamento.

Resposta

O âncora, ao lado de Juarez Fernandes, interviu na resposta do Secretário do Prefeito e disse que o que estava em questão não era os 40 anos de jornalismo dele, mas sim a falha na divulgação, o que evitaria uma provável manifestação, já que as reclamações ocorrem desde o inicio do mês.

Para completar, o repórter disse já que o problema é a informação ” então faltou vacina, ou quem aplique, mas reafirmo que é falta de comunicação sim, e isso desgasta qualquer governo”.

Por falar em falhas por algumas vezes, algumas notas, de forma equivocada, já foram publicadas no sítio virtual e corrigidas no ar, de forma elegante, pelo próprio prefeito Colbert Martins da Silva Filho, em programas jornalísticos do município.

Portal Cidade Gospel/ Imagem reprodução pixabay e Secom (arquivo)

OUTRAS NOTÍCIAS