Sesab alerta para bactéria resistente a antibióticos em Salvador

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) alertou, por meio de uma nota técnica, para uma bactéria resistente ao uso de antibióticos, identificada entre janeiro e março deste ano em três hospitais de Salvador. Trata-se da Enterococcus faecium e da Enterococcus faecalis, encontradas em condições normais no intestino humano e cujo tratamento é feito com antibióticos, mas que trazem problemas quando surge a resistência aos medicamentos, como o Vancomicina.

Os nomes das unidades de saúde não foram divulgados, nem se fazem parte da rede pública ou privada da capital. O risco de infecção é apenas para pacientes internados ou equipes que trabalham nas unidades de saúde. Em geral, a população não é afetada.

Especialistas alertam para o surgimento de novas cepas da bactéria e também para a possibilidade de um surto delas, que sejam resistentes ao medicamento. As maiores preocupações são com pacientes internados e com problemas de imunidade.

Na nota técnica, para prevenir contaminações, o Núcleo Estadual de Controle de Infecção da Sesab recomendou medidas de controle como higiene das mãos, limpeza e desinfecção do ambiente com produtos à base de hipoclorito e álcool à 70%, além de manter pacientes infectados em quartos separados e uma equipe exclusiva para atender esses pacientes.

Todos os casos suspeitos ou confirmados devem ser notificados ao Núcleo. O documento aponta ainda que a pandemia de Covid-19 pode ter criado ambiente para o uso indiscriminado de antibióticos que favorecem o aparecimento de organismos super-resistentes.

Fonte – A tarde / Foto: Pedro Moraes | GOVBA

 

OUTRAS NOTÍCIAS