Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/06/2019

Pastor critica mídia por se calar sobre caso do menino Rhuan

Nesta quarta-feira (12), o pastor Silas Malafaia publicou um novo em vídeo em suas redes sociais para criticar o comportamento da mídia na morte do menino sobre o brutal assassinato do menino Rhuan Maycon, de 9 anos.

 

Para ele, a imprensa brasileira cometeu um absurdo ao não dar o devido valor ao caso.

 

Rhuan foi morto a facadas, degolado e esquartejado pela própria mãe e sua companheira, em Brasília, no dia 31 de maio. Após uma tentativa frustrada de queimar o corpo do menino em uma churrasqueira, elas decidiram colocá-lo em uma mala que foi jogada em uma vala. Um ano antes disso, Rhuan teve o pênis amputado pelo casal numa cruel tentativa de “mudança de sexo” do garoto.

 

A ideologia é uma tentativa em transformar uma ideia ou ponto de vista de determinado grupo, em uma ideia universal onde a finalidade é que que as informações venha parecer verdadeiras.

 

O jornal informou o leitor de acordo com os seus interesses, ou de sua posição político-ideológica, além de manipular as estatísticas.

Em seu vídeo, o religioso compara o crime do menino com o assassinato da vereadora Marielle Franco, do Rio de Janeiro, e questiona o motivo da notícia não ter sido destaque.

 

– Você se lembra do assassinato da vereadora Marielle [Franco]? Durante três meses, os principais jornais, de televisão e de imprensa, noticiaram. Vários vereadores foram assassinados e nunca ninguém fez isso. E por quê? Do PSOL. Esquerdopata. A maioria dos jornalistas são. Tudo que é para enaltecer essa cambada, a imprensa dá voz. Aquilo que denigre eles escondem – explicou.

 

Para o pastor, a atitude mostra “falência moral da imprensa brasileira”.

 

– Uma criança é assassinada brutalmente, e [o crime] vai contra o ativismo gay e aquilo que eles defendem de ideologia de gênero, e a imprensa se cala. Eu estou indignado. A imprensa brasileira, em sua grande parte, é muito forte e ávida para caluniar, difamar e denegrir aqueles que não suportam. Eu sou vítima disso (…) Quem eles não gostam, metem o pau. Olha o [Sergio] Moro, a operação Lava Jato. O combate ao maior esquema de corrupção do mundo. E olha o que eles estão fazendo. É a falência moral da imprensa brasileira – destacou.

 

Gospel +