Tite confirma que deixará a Seleção após a Copa do Mundo

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

O técnico Tite, da Seleção Brasileira de futebol, anunciou nesta sexta-feira (25) que vai deixar o comando da equipe após a Copa do Mundo do Catar. A informação foi confirmada por ele durante participação no programa Redação SporTV. A saída do treinador após a Copa deste ano já vinha sendo uma possibilidade levantada desde o ano passado.

– Vou até o fim do Mundial. Não tenho por que mentir aqui. Não quero vencer [a Copa do Mundo] de qualquer forma. Venci tudo na minha carreira. Só me falta o Mundial – declarou.

Tite assumiu a Seleção em 2016, após uma carreira de inúmeros títulos por clubes, em especial pelo Corinthians — onde foi bicampeão brasileiro, além de campeão da Libertadores e do Mundial. Até o momento, Tite já comandou a Seleção em 70 jogos, com 51 vitórias, 14 empates e 5 derrotas. Nesse período, conquistou a Copa América uma vez.

Na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, Tite foi eliminado com o Brasil nas quartas de final, após derrota por 2 a 1 para a Bélgica. Apesar disso, a classificação para a Copa de 2022 foi garantida até de forma tranquila, ainda em novembro de 2021. A Copa do Mundo do Catar está marcada para acontecer entre novembro e dezembro deste ano.

POLÊMICA ENVOLVENDO A COPA AMÉRICA NO BRASIL
Em junho do ano passado, após a realização da Copa América ter sido transferida para o Brasil, o técnico se envolveu em uma polêmica por colocar em dúvida a participação da equipe treinada por ele na competição. Na ocasião, o treinador chegou a se negar a responder se os jogadores participariam do torneio.

Na época, o técnico foi acusado de politizar a questão, e uma forte campanha foi realizada pedindo a demissão dele. Diversas personalidades, tanto da política quanto do futebol, lembraram de imagens que mostravam uma relação próxima e amigável entre Tite e o ex-presidente Lula (PT).

Pleno News Foto: CBF/Jorge Bispo

OUTRAS NOTÍCIAS