Versículo do dia
E, se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo.

Tríplice epidemia recua em Feira, mas cuidados contra aedes devem continuar

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

10112016101054O número de notificações de doenças relacionadas ao mosquito aedes aegypti – dengue, zika e chikungunya, neste ano, é 7,5 vezes menor do que o mesmo período do ano passado.

 

Em 2015, a Vigilância Epidemiológica de Feira de Santana registrou 8.381 notificações das doenças transmitidas pelo inseto, contra apenas 1.123 nos dez primeiros meses deste ano.

 

As notificações de chikungunya em 2016 foram 356, contra 4.117 do ano anterior, 11,5 vezes menor; 503 de dengue contra 2.728 – queda de 5,4 vezes; e a zika caiu para 264, em 2015 os casos notificados chegou a 1.536.

 

Mas autoridades do setor afirmam que os cuidados com a prevenção devem ser mantidos, principalmente com a chegada do período das chuvas de trovoada, que devido ao acúmulo de água, favorece a reprodução do aedes.

 

O inseto deposita seus ovos em locais que podem acumular água. E lá eles ficam mais de 400 dias e basta pouca água para que o processo da reprodução seja imediatamente iniciado.

 

Não deixar objetos que acumulem água espalhados pelos quintais e manter as caixas d’água devidamente tampadas são iniciativas que interrompem o ciclo reprodutivo dos insetos.

 
Secom

OUTRAS NOTÍCIAS

Prefeitura constrói praça no Milton Gomes

Obra foi executada pela Secretaria de Serviços Públicos Banquinhos, gangorra, escorregadeira e equipamentos de ginástica são itens que compõem a nova praça construída recentemente na