Vereador propõe título de cidadão ao pastor Marco Feliciano e projeto gera polêmica e protestos

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

pastor-marco-feliciano O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) poderá receber o título de cidadão teresinense se um projeto de lei proposto na Câmara Municipal da capital do Piauí foi aprovado. A iniciativa, no entanto, causou polêmica e dividiu opiniões na cidade.

 

O autor da proposta é o vereador Ricardo Bandeira (PSDC), que contou com o apoio dos colegas parlamentares pastor Levino de Jesus (PRB), Tiago Vasconcelos (PSB), Celene Fernandes (SDD), Antônio Aguiar (PROS), Ananias Carvalho (SDD) e Joninha (PSDB).

 

De acordo com informações do G1, a apreciação do projeto aconteceria na última quinta-feira, 26 de março, mas foi adiada e deverá entrar na pauta ainda essa semana.

 

A divulgação do plano de conceder uma homenagem a Feliciano gerou revolta em internautas, que usaram as redes sociais para criticar a proposta. “Quem realmente está precisando de cidadania: um pastor que nada fez por Teresina ou a população da cidade que padece com péssimo sistema de transporte público, sem guarda municipal, sem a UPA do Renascença, com buraqueira e muito mais?”, questionou um usuário do Facebook.

 

Entidades ligadas à defesa dos Direitos Humanos, estudantes e uma igreja inclusiva divulgaram nota de repúdio ao projeto. “Não podemos admitir que este título tão importante seja entregue a um sujeito cujo histórico está esteja repleto de atos atentatórios aos princípios constitucionais brasileiros e aos mais modernos dispositivos internacionais de direitos humanos”, diz um trecho da nota.

 

O pastor Marco Feliciano foi procurado pela reportagem da TV Clube do Piauí para comentar a proposta de homenagem e o protesto contra a concessão de um título de cidadão teresinense a ele, mas não foi encontrado.

 

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS