Viatura da SMT é danificada durante a operação Feira Quer Silêncio

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Em uma ação rotineira do Feira Quer Silêncio, uma viatura da Superintendência Municipal de Trânsito (SMT) foi danificada após ser atingida por garrafas de vidro, pedras e latas arremessadas por populares, no bairro São João. O ato de vandalismo ocorreu neste domingo, 6, durante fiscalização a uma festa na rua Professor Fernando São Paulo. Ainda, outros veículos foram alvos, mas sem nenhum dano.

Os fiscais constataram que caixas amplificadoras e autofalantes estavam com volume acima do permitido – alcançando 89 decibéis. É considerado abuso o volume do som acima de 70 de dia, e de 60 decibéis à noite, conforme a Lei Complementar nº 120/18.

“Quando fizemos a apreensão dos aparelhos, as pessoas que consumiam bebida alcóolica arremessaram garrafas de vidros, latas e pedras contra a equipe e em direção às viaturas na tentativa de impedir nossa operação”, afirma Camilo Cerqueira, chefe da Fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam).

Após a ocorrência, as equipes do Feira Quer Silêncio seguiram para o Comando de Policiamento da Regional Leste (CPRL) para emitir os autos de apreensão.

BALANÇO

Entre quinta-feira, 3, e este domingo, 6, nove aparelhagens de sons foram apreendidas e duas festas encerradas. Do total de apreensões, foram três paredões, cinco sons em estabelecimentos comerciais e um equipamento em residência.

A operação de combate à poluição sonora percorreu os bairros SIM, São João, Calumbi, Brasília, Papagaio, Queimadinha, Morada do Sol, Muchila, Campo Limpo, Centenário, Jardim Cruzeiro, conjunto Feira VI, Caseb e Serraria Brasil.

O trabalho é realizado em conjunto com outros órgãos de fiscalização, a exemplo da Guarda Municipal, Polícia Militar e Superintendência Municipal de Trânsito (SMT).

Denúncias podem ser feitas através do Fala Feira 156 ou pelos telefones 153 (Guarda Municipal) e o 190 (Polícia Militar).

Foto: Divulgação

OUTRAS NOTÍCIAS