Vídeo “Meu Lugar É Seu Amor” do grupo Preto no Branco aborda temática LGBT

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Um dos grupos evangélicos de maior ascensão no Brasil, o Preto no Branco resolveu abordar um assunto delicado em uma das suas músicas, que é a temática LGBT. O videoclipe da canção foi lançado na última quarta-feira (04), com o título “Meu Lugar É Seu Amor”.

Alex Passos, fundador do grupo, comentou o lançamento do clipe “Meu Lugar É Seu Amor” utilizando um argumento geralmente propagado pelo próprio movimento LGBT, o qual tenta fazer parecer que os evangélicos, de forma generalizada, discriminam este segmento, quando na verdade parece o contrário.

“Essa canção fala sobre o amor de Deus a todas as pessoas, indistintamente, independentemente de suas orientações de gênero”, afirmou Alex, enfatizando a narrativa do amor divino, aparentemente, como um instrumento de aceitação incondicional, inclusive das “orientações de gênero”.

De forma generalizada, o fundador do Preto no Branco disse que “por conta da falta de informação, acham que pessoas LGBTQI+ não são dignas de buscar a Deus. Como se Deus não os amasse como pessoas. A inspiração veio de um inconformismo”.

Clipe “Meu Lugar É Seu Amor”
A música “Meu Lugar É Seu Amor” ganhou a sua versão em videoclipe, dirigido pelo próprio Alex Passos. Ele retrata a história de uma pessoa LGBT que sofre preconceito desde criança, até que encontra uma palavra de conforto e acolhimento através de uma cristã que lhe demonstra amor.

“Poderíamos ter escolhido a história de um viciado em drogas, por exemplo, que também sofre preconceito, violência, rejeição e discriminação. Mas optamos por um tema muito importante e atual, contando a história de uma pessoa de orientação LGBTQI+ e que passa pelos mesmos problemas”, destacou Alex, segundo o Hoje Em Dia.

A intenção do grupo Preto no Branco com o vídeo “Meu Lugar É Seu Amor”, aparentemente, é ressaltar que a Igreja de Cristo não deve ensinar o que é pecado ou não na vida das pessoas, nesse caso do público LGBT, por exemplo, mas apenas acolher.

“As coisas que precisam ser mudadas na vida da pessoa, serão mudadas na caminhada com Cristo. É o andar com Deus que transforma o que tem que ser transformado”, argumenta Alex. “A gente não está aqui para condenar, mas sim para dizer que Deus ama e recebe todo mundo”, conclui.

Assista o clipe de “Meu Lugar É Seu Amor” abaixo:

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS