Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 18/08/2017

Wallace defende Vitória: ‘tem condição para vencer o Corinthians’

Quando o assunto é o jogo Corinthians x Vitória é difícil achar quem aposte em triunfo rubro-negro. Sábado (19), estarão em campo o líder invicto do Brasileirão e o penúltimo colocado da tabela.

 

A promessa é de um jogo complicado para o Leão, mas futebol nem sempre segue a lógica. É nessa linha de raciocínio que o zagueiro Wallace, que retorna ao time após cumprir suspensão na rodada anterior, quando o Vitória perdeu do Avaí por 1×0, vai entrar em campo no Itaquerão, em São Paulo, a partir das 16h.

 

“O time tem sido pressionado desde o início do campeonato. Não dá para dizer que o jogo do Corinthians é diferente do contra o Avaí. São os mesmos três pontos. Até clichê dizer isso, mas é fato. Talvez a gente tenha que tomar essa consciência. São os mesmos pontos que a gente ganhou contra a Ponte, o Flamengo, que a gente tinha que somar aqui contra o Avaí, Santos. Mas nada que não possa ser superado”, comenta.

 

Se do lado paulista vem a confiança por ninguém ter conseguido vencer o Corinthians ainda, do lado baiano vem a crença de que, uma hora, o alvinegro será batido. E, por que não no sábado? Capitão do time na ausência do volante Willian Farias, machucado, Wallace dá uma injeção de auto-estima nos companheiros.

 

Concentração

 
“A equipe mostrou que tem qualidade e condição para vencer. A minha maior preocupação passa pelo nível de concentração da equipe. Nem pelo desempenho, até porque, o que talvez tenha feito o Vitória perder 90% dos jogos tenha sido o nível baixo de concentração. Isso está sendo trabalhado pelo Mancini. Todos os jogos que assisti do Vitória, nenhum jogo teve domínio absoluto do adversário. Muito pelo contrário. A primeira coisa para sanar esse problema é aumentar a concentração dos atletas. O que não nos faltou nesses três jogos, talvez nesse do Avaí”, analisa o zagueiro.

 

Quatro estaduais e uma Copa do Nordeste pelo Vitória, campeão brasileiro, da Libertadores e do Mundial pelo Corinthians, carioca e da Copa do Brasil 2013 com o Flamengo e campeão da mesma competição nacional pelo Grêmio, no ano passado. O currículo de Wallace é invejável. E justamente por isso ele nem sonha em ser rebaixado mais uma vez com o Leão, o que já aconteceu em 2010.

 

“Isso marca a carreira do jogador. Tenho 14 títulos. Talvez, dos jogadores em atividade, um dos que mais tenham títulos no país. Mas isso ninguém lembra, só quando você perde. Vencer é quase uma obrigação sempre. Todo o elenco tem consciência disso, até porque outros jovens têm outras ambições. Todas as ambições que os jogadores têm passam pelo resultado dentro de campo”, conclui Wallace.

 

Correio