Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 06/01/2016

Cristã condenada à morte perdoa seus perseguidores

1393119215-asia-bibiAsia Bibi está há sete anos presa no Paquistão, condenada à morte, ela aguarda a audiência de apelação onde o Supremo Tribunal irá decidir seu futuro.

 

Durante o feriado de Natal, a cristã – condenada por “blasfêmia”- recebeu a visita de seus familiares e afirmou que já perdoou as pessoas que a acusaram injustamente de um crime que ela não cometeu.

 

“O Natal é a celebração da misericórdia de Deus. Eu perdoo meus perseguidores, aqueles que têm me acusado falsamente, e também espero pelo perdão deles”, teria dito a paquistanesa, segundo informações do relatório dado por Paolo Affatato, no jornal italiano ‘La Stampa’.
Ela ficou feliz por receber visitas em uma data tão importante aos cristãos e também aos muçulmanos que comemoram o nascimento de Muhammad.

 

“Jesus fez este dia feliz para mim e aceitou minhas orações. Eu estou animada e cheia de alegria por este encontro hoje com minha família e celebro o Natal com vocês. Hoje também é celebrado o nascimento do Profeta Muhammad. Que a paz esteja com ele neste dia. Honestamente, eu nunca poderia sequer pensar em desrespeitá-lo. Mas, apesar de eu ter passado sete anos na prisão, eu não odeio aqueles que erraram contra mim”.

 

Apesar da sua condenação, ela tem clamado pela paz no mundo, pensando em outras pessoas que são vítimas da intolerância religiosa. “Eu oro para que seguidores de Muhammad tenham sabedoria e para que a paz possa continuar sendo construída ao redor do mundo. Eu oro para que Jesus Cristo conceda a paz para o mundo inteiro”.

 

Asia Bibi tem 50 anos, mãe de cinco filhos, ela tem sido acompanhada pelo advogado católico, Khalil Tahir Sindhu, que é ministro para as minorias e os direitos humanos no Punjab. Quem também tem analisado juridicamente o caso é a Fundação Educacional ‘Renaissance’, dirigida por Joseph Nadeem.

 

Com informações Guia-me