Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 24/01/2018

Jovens vendem lanches e evangelizam na fila do TRE

A intensa movimentação em frente ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em Feira de Santana, no bairro Queimadinha, tem atraído ambulantes ao local. Em meio a eles, um grupo de jovens da igreja evangélica Assembleia de Deus, que além de vender lanches, estão cantando louvores no local.

 

De acordo com Jonatas Rocha da Silva, 21 anos, que faz parte do grupo, o objetivo, além de arrecadar dinheiro para a igreja, é levar a palavra de Deus para todos que estão na fila aguardando atendimento.

 

“Vendemos café, suco, bolo. Chegamos aqui por volta de meia-noite e saímos por volta de 11h. Ficamos felizes, pois as pessoas gostam muito do louvor”, comemorou o jovem, acrescentando que já fez o recadastramento biométrico.

 

Prazo para recadastramento acaba dia 31

 

O prazo para o recadastramento biométrico termina no dia 31 de janeiro. De acordo com Danilo Pereira, chefe da zona eleitoral 156, não há previsão de prorrogação do prazo. No entanto, segundo ele, em ano de eleição o cadastramento eleitoral ocorre até 150 dias antes da eleição e esse ano termina no dia 9 de maio.

 

“Quem, eventualmente, teve o título cancelado porque não conseguiu vir, pode vir até o dia 9 de maio e regularizar a situação. Agora, quem não vier até esse prazo, não vota nessa eleição. Passada a eleição, o eleitor pode novamente regularizar a situação”, avisou.

 

O chefe da zona 156 esclareceu ainda que quem tiver o título cancelado não paga multa por não comparecer à revisão do eleitorado, a multa é para o cidadão que deixa de votar, for convocado para ser mesário e não comparecer, ou cometer algum crime eleitoral, como propaganda irregular. Por outro lado, ter o título cancelado impede que o eleitor realize alguns serviços e tenha alguns direitos como cidadão.

 

 

Com informações são do repórter Ed Santos do Acorda Cidade