Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 02/07/2016

Malafaia e ator José de Abreu discutem por causa de denúncias de desvios de R$ 180 milhões

1

O pastor Silas Malafaia e o ator José de Abreu discutiram publicamente no Twitter por causa das investigações de desvios de dinheiro em espetáculos culturais subsidiados pela Lei Rouanet, em escândalo revelado pela Operação Boca Livre, da Polícia Federal.

 
Malafaia usou o microblog para comentar que as notícias sobre as investigações que atingiam boa parte da classe artística havia saído do noticiário, e reiterou que em todas as áreas do governo do PT havia corrupção.

 
“Impressionante! Saiu da 1ª página dos jornais a roubalheira no Ministério da Cultura. Será porquê? A pergunta que não quer calar. CADÊ os artistas que defendiam tanto o Ministério da Cultura? Calados! A roubalheira em nome da cultura para meia dúzia de esquerdopatas. Onde tem as digitais dos petralhas, a roubalheira é certa. Mais de 180 milhões da lei Rouanet para beneficiar os camaradas amigos”, escreveu Malafaia.

 
Dando nome a pelo menos um boi, o pastor se dirigiu ao ator global e militante petista: “O ator José de Abreu, aquele que cospe nos outros, defensor ardoroso do governo do PT, é um dos maiores beneficiados pela lei Rouanet. Entendeu agora?”, questionou Malafaia, respondendo às perguntas de seus seguidores no Twitter sobre quem seriam os beneficiados.

 
“Os verdadeiros artistas que precisavam do incentivo da lei Rouanet, nunca conseguiram nada. Só gente graúda do meio artístico e petralhas. A CPI da lei Rouanet vai mostrar cada uma que vocês não têm ideia. Está na fila na Câmara para ser implantada”, acrescentou.

 
O ator, que não costuma recuar quando provocado, respondeu: Vem quente, pastor Malafaia, que estou fervendo. Nos encontraremos num juízo qualquer. Será um prazer quase sexual enfrentar tal fascista. Quem ri por último ri melhor. Aguardemos o pronunciamento da Justiça”, escreveu José de Abreu, anunciando um processo contra o pastor.

 

GOSPEL+