Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 09/09/2017

SMT ordena tráfego durante a Expofeira 2017

A 42ª Exposição Agropecuária de Feira de Santana, a Expofeira 2017, mais uma vez conta com o apoio operacional da Superintendência Municipal de Trânsito a fim de garantir o conforto da população e a segurança nas vias de tráfego de veículos que movimenta todos os dias de festa no Parque de Exposição Francisco Martins da Silva.

 

Todo o acesso ao parque foi sinalizado em sua pista de entrada, na BR-324, assim como avisos de segurança em placas de Sinalização em Led foram instaladas na Avenida Nóide Cerqueira.

 

Uma equipe de coordenadores e 12 agentes de trânsito da SMT realizam o trabalho de orientação e também fiscalização, além de contar com o auxílio de um radar eletrônico portátil na Avenida Nóide Cerqueira que evita congestionamentos e a desordem nas duas opções de acesso ao parque em todos os dias de festa.

 

A delimitação com blocos de concreto e cones, assim como sinalização para a chegada e saída das linhas especiais do transporte coletivo para o parque agropecuário também foram realizados pela SMT, em parceria com a Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT). Os demais gerenciamentos da BR-324 continuam sendo realizados pela Concessionária Via Bahia e também pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

 

O superintendente municipal de Trânsito, Maurício Carvalho, reforça sobre a necessidade de o motorista estar atento à sinalização para a chegada e saída do Parque de Exposições.

 

“Todas as ações de fiscalização e ordenamento são para que haja maior segurança ao motorista, para curtir todos os dias de festa com conforto, comodidade e segurança em seu trajeto”. O objetivo principal do radar móvel colocado na Avenida Nóide Cerqueira, segundo Carvalho, é educar o motorista para o limite de velocidade permitido na via.

 

“Até 60 km/h ele dará a informação da velocidade na cor verde. Acima deste limite, o radar ficará vermelho e alertará o cidadão sobre a sua responsabilidade para um trânsito seguro”, explica o superintendente.

 

Secom